Vida de Mãe - Me preparando para o primeiro dia de aula



Tudo bem?

O post de hoje é mais um desabafo do qualquer outra coisa em si. Quando estava grávida eu e marido colocamos na balança minha vontade de sair da empresa antes de engravidar e os gastos que teria com escola na região que trabalhava, decidimos que eu sairia e cuidaria da minha filha por algum tempo. O primeiro prazo do acordo seria um ano até decidirmos o que faríamos e mais ou menos nesse período tive a chance de virar fotógrafa. 
Ai vocês me perguntam, como assim a chance de virar fotógrafa?
Eu já tinha uma câmera de entrada e acompanhava a fotógrafa da minha filha durante as sessões trimestrais que fazia, quando minha filha fez um ano a Aline Sene resolveu viajar para fazer curso no exterior e começou a me preparar para a profissão antes de sua viagem. 
Aprimorei meu aprendizado com cursos, melhorei meu equipamento e abri meu Home Studio
Como trabalho em casa, o inicio da Bruna na escola foi adiado até esse momento, mas chegou a hora de encarar esse desafio...

Foto do site www.abeucolegios.com.br

Começamos as visitas em algumas escolas próximas, analisamos os benefícios x custo (uma facada) e escolhemos a que mais nos agradou nos dois quesitos. Minha sorte é que o meu marido é totalmente presente e participativo em tudo relacionado a Bruna.
Bruna tem 2 anos e 6 meses e entrará no Mini Maternal. Os itens que analisamos foram: Higiene, espaço para brincar, refeições, quantidade de monitores por criança e transporte.
Achamos de tudo um pouco. Escolas "bem estruturada" para os maiores porém para os pequenos com salas menores que meu quarto para uma turma toda, turma de 15 crianças para duas tias, gente... quem dá conta de 7 a 8 crianças juntas? Transportes próprio (preferimos) e terceirizados. Cardápios pré definidos e disponibilizado para os pais e outras que não possuem essa agenda. Escola com salas judiadas com a desculpa de que todo semestre fazem reformas, desculpa mais uma vez... crianças nessa idade riscam paredes, mas não arrancam parte dela e quebram piso (não pelo menos a minha rs). Área de lazer de todos os tamanhos bem e mal equipadas.  
Além de tudo isso mil preocupações passam na cabeça, o desfralde que ainda não aconteceu e farão no próximo verão, a socialização com outros amiguinhos que será ótimo já que ela não tem tanto contato com crianças porém que dá um certo friozinho na barriga, a imunidade que não está tão preparada e que certamente chegará doente nas primeiras semanas de aula, as mordidas que são tão comuns nessa fase na escola e até imaginar o grito chamando pela mãe e a mãe não estar perto.
Sim, sei que toda mãe é exagerada e que sofre muito mais que as próprias crianças, sei que será bom pro desenvolvimento social e motor,  sei que desenvolverá muito mais a fala e a independência, mas qual mãe não sofre com isso tudo? Eu pelo menos choro.

Foto do site ww.educaja.com.br

Semana que vem vou correr atrás de tudo que Bruna precisa levar pra escola (roupas, mochilas, acessórios...) e dia 10/08 começa a adaptação. Acredito que a semana de adaptação será mais difícil pra mim do que pra ela, uma semana de escola com horários reduzidos para acostumar com período de aula. 
Decidimos que Bruna ficará em horário intermediário durante 6 horas do dia. Tentarei mostrar confiança e fazer ela entender que ao final eu estarei para recebê-la.

Com certeza voltarei a falar sobre o assunto e comentar como foi os primeiros dias de aula.

E as leitoras mamães, como foi essa adaptação?

Beijos e até a próxima!


Faça essa Terapia Feminina com a gente!

22 comentários:

  1. Olha o nome da minha filha tb é Bruna rsrs, não é exagero não amiga, toda mãe passa por isso, a minha tá no jardim 1 segundo ano de escola dela e eu ainda tenho as mesmas preocupações, nossos filhos são nossos tesouros e tudo isso a gente tira de letra com o tempo, boa sorte pra vc e pro seu anjinho e que Deus te dê sabedoria, beijos

    http://www.angelimcosmeticos.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ainda não passei por essa fase, mas fico em apuros só de imaginar rsrs
    Você deu dicas ótimas para analisar as escolinhas, confesso que não tinha pensado nisso!!!
    Espero que dê tudo certo!!

    Beijos,
    www.bloghelenacampos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Ainda não sou mãe (só tenho 4 meses de casada, haha). Aliás, sou mãe de um lindo pet que me dá um trabalho grande e muito amor hihihi
    Confesso que fico assustada com a ideia de ser mãe - horrorizada, pra ser mais exata. Acho que não estou nem um pouco preparada, mas ao mesmo tempo fico babando nos bebês alheios rs. Minha mãe e minha sogra já estão soltando indiretas e diretas pra gente sobre quererem ser avós. Eu rio pra não chorar kkk

    Mas acho que no momento certo essa vontade de ser mãe aparecerá. Penso que serei uma mãe muito coruja. Vejo pelo meu jeito de tratar meu pet.

    Sucesso nos próximos passos de vocês com sua filha. Beijos

    Eu Rabisco ♥

    ResponderExcluir
  4. Aiii que tenso que deve ser essa fase, mas tenho certeza que vai dar tudo certo! As dicas sobre as escolinhas sao muito boas!

    ResponderExcluir
  5. Oie, ainda não passei por essa fase mas já imagino como deve ser complicado para a mãe deixar o filho na escolinha mas com o tempo se acostuma, tanto a mãe como a criança.
    Beijos
    www.beabadabeleza.com.br

    ResponderExcluir
  6. Imagino que toda mãe sofre com o primeiro dia de aula, lembro da minha mãe sofrendo com a minha hehehe.
    Bjus
    Jaque
    www.quebreiaregra.com.br

    ResponderExcluir
  7. É um processo necessário você verá como ela vai desenvolver mais com outras crianças ao redor e vai estimular o aprendizado dela e o próprio crescimento.

    ResponderExcluir
  8. Eu não tive muitos problemas com isso, pq trabalho na escola em que eles estudam, portando a adaptação deles foi super tranquila ], pois dava pra dar uma escapada e dar muitos beijos nos fihotes.

    ResponderExcluir
  9. Aí Ju, eu não sou mãe, mas sou professora de Educação infantil, meus alunos são de 4 anos, no início é um sofrimento pra todos envolvidos, e acredite os pais sofrem mais :( já vai conversando com ela, dizendo que ela vai para escola, passe muita confiança nesse momento, lembre de levar um brinquedo que ela goste muito, isso vai ajudar na adaptação e sempre pergunte como foi o dia dela, o que mais ela gostou e por aí vai, coragem mulher o futuro da sua linda, vai ser brilhante :) www.veronicaneves.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Ju, acho que a mini diva vai tirar de letra!! Ela vai amar a escolinha, tenho certeza!
    beijos!
    www.espacogattena.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Apesar de ainda não ter filhos sei que essa fase é complicada e como você mesma diz as vezes é mais complicado para a mãe que para a criança. Mas seja forte que as coisas se encaixam e as crianças crescem muito mais quando frequentam a escola.

    ResponderExcluir
  12. Oi, Juliana!
    Tudo bem?
    Gostei de ler sobre a sua história. E o legal foi que, sem querer, você aprendeu uma nova profissão né?
    Boa sorte para você e sua bebê nesta fase de adaptação da escolinha.
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Nossa concordo quando diz q as primeiras semanas vão ser piores pra vc do que pra ela. ..kkkkk
    Pq comigo foi exatamente assim a Júlia tb foi pra escolinha só aos 3 anos e eu voltei chorando e ela me deu Tchau rindo e feliz da vida...hihihi
    mas é muito bom tanto pra eles quanto pra nós...força!
    Beijinhos :*
    www.estiloaqualquercusto.com

    ResponderExcluir
  14. Ainda não sou mamãe, mas corta meu coração quando vejo algum sobrinho em fase de adaptação. Os tímidos são os que sofrem mais neah? Adorei o post.

    Super Beijo** - www.divei.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi Juh, tudo bem? Eu não tenho filhos, mas minha irmã colocou minha sobrinha na escolinha quando ela tinha 2 aninhos ou menos eu acho, mas ela nunca se preocupou, não sei se é porque ela trabalhava fora, então ficava o dia inteiro no trabalho, aí 18h pegava minha sobrinha. Foi a melhor coisa que ela fez, minha sobrinha é super inteligente, aprendeu a ler antes de todas os coleguinhas, lê livros, faz contas, e muitas vezes ajuda a professora quando algum amiguinho não sabe o dever. Pode ficar tranquila, vai ser bom pra ela. Beijos, Érika

    >> www.queroseralice.com.br <<

    ResponderExcluir
  16. Minha tia está na mesma situação que você, Juliana! Minha priminha tem 3 aninhos e vai pra escolinha agora em agosto.
    Tomara que minha priminha e a Bruna se adaptam nessa nova rotina, né?
    Torcendo aqui!
    Beijos
    http://espacomayaradias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Foi mais dificil pro meu marido do que pra mim esse primeiro dia.
    Achei ele tão lidinho de farda. Tive que ficar na escola por mais de uma semana. rsrs
    Bjão

    www.blogdajeu.com.br

    ResponderExcluir
  18. Juliana, aqui em casa optamos pelas escolas pública pois são mais bem fiscalizadas e cumprem normas como tamanho padrão de sala, climatização, cardápio feito por nutricionistas o único problema é conseguir vaga por todo mundo quer uma escola boa, com segurança e qualidade então aqui eles optaram por sorteio na creche ( aqui a Bruna ainda estaria na creche pela idade ) e educação Infantil, eu sortuda aqui fui sorteada nos três <3
    Quando a adaptação dos dois mais velhos foi tranquila, nunca choraram , agora da caçula por ser mais agarrada comigo sofri nos 3 primeiros dias com choro, mas fui firme e deixei ( com coração partido ) e quando ia buscar ela estava brincando com um sorriso lindo e isso me tranquilizava , depois parou .
    Desejo que a adaptação da Bruna seja bem tranquila
    besitos

    blogmeamarro.com

    ResponderExcluir
  19. Coisa querida!
    O primeiro dia é sofrido para as mamães, mas as crianças amam e precisam soltar essas ´asas´.

    beijinhos

    ResponderExcluir
  20. É uma fase muito difícil para as duas, passei por isso, sabemos que faz parte, mas é difícil aceitarmos que eles são capazes de ficarem sem a gente... Não é exagero, é preocupação de mãe, não se culpe, mas se esforce para passar por isso e seguir, pois imagina quando vão para a faculdade fora dos nossos olhos? Passei por isso com os dois, e garanto dói muito mais. kkkkkkkk Beijinho <3
    ◄█■▬▬■█►www.walmontani.com◄█■▬▬■█►

    ResponderExcluir
  21. A criança sofre muito, mas devido ao entendimento a mãe sofre bem mais! ✡✡Blog Com Mãos de seda ✡✡ Fan Page do Blog✡✡Participem de nosso Grupo✡✡

    ResponderExcluir

O Terapia Feminina, existe para trocarmos opiniões e idéias. Por isso é muito importante o seu pitaco!
Comente, faça essa terapia junto com a gente!
Agradecemos muito á sua visita!

© Terapia Feminina - 2013. Todos os direitos reservados.Layout por: Layout Store.Tecnologia do Blogger. imagem-logo